Recursos de Acessibilidade: Texto menor Texto maior Contraste

Notícias / Educação e Cultura

EMEF de Magda promove II Sarau Literário

No dia 03 de Maio de 2018, aconteceu na EMEF Waldomiro Lojúdice o II Sarau Literário, que está inserido dentro do Projeto LEITURA - Tema: Leitura em ação.

Ser capaz de imaginar outras vidas e outros mundos é a grande aventura de multiplicar nossa existência e nela assim, encontrar um sentido. Ouvir histórias desde a primeira infância é, sem dúvida, o aprendizado das palavras, o estímulo para criar, pela fala e pela escrita, e dominar com propriedade a linguagem. Então, não podemos mais pensar em ensino de qualidade sem elaborarmos e incluirmos nos planos de aula um bom Projeto de Leitura, tanto para a própria escola quanto para a comunidade como um todo. Onde as dificuldades dos alunos, com relação à leitura, devem ser trabalhadas e enfatizadas em todas as disciplinas, de maneira interdisciplinar, visto que o aluno se utiliza da leitura em todas as matérias proporcionadas no currículo escolar.

Esta atividade em especial teve por objetivos: Desenvolver uma prática pedagógica que motive os alunos ao habito de leitura, proporcionando momentos extrovertidos e agradáveis de leitura, provocando o gosto pela diversidade textual. Promover na comunidade escolar, o envolvimento de educadores, educandos e funcionários para a construção e desenvolvimento de ações que proporcionem o resgate da leitura pelo prazer de ler. Proporcionar a interatividade dos alunos, professores e funcionários com as literaturas infantis, infanto-juvenis, juvenis e clássicas, despertando o gosto e o prazer pela leitura. Intensificar na escola, interesse pela leitura tornando uma prática prazerosa e constante nas atividades cotidianas. Sensibilizar os alunos através do contato com a leitura de obras diversas, motivando-os para a descoberta da importância da leitura como fonte de ampliação de conhecimentos e desenvolvimento de habilidades e Incentivar o desenvolvimento dos processos da comunicação, da criatividade e da imaginação através do debate sobre o lido, da contação de história e da produção literária.

Olavo Bilac foi o grande homenageado da noite, escolhido neste ano porque 2018 é o ano em que se concretiza o centenário de sua morte. Bilac ficou marcado na literatura pelo seu papel na literatura parnasiana, movimento que tinha como característica o apreço pela estética dos versos e estruturação fixa. Como um dos fundadores da Academia Brasileira de Letras (ABL), Bilac colocou como patrono da cadeira nº 15 Gonçalves Dias. Eleito “príncipe dos poetas brasileiros” pela revista “Fon-Fon”, Bilac ficou conhecido também pela atuação na literatura infantil e pelo apoio ao alistamento militar. Republicano e nacionalista, o escritor fez a letra do Hino à Bandeira. Foi opositor do governo de Floriano Peixoto e por isso acabou preso. Viveu sozinho e sem constituir família até o fim de seus dias. Decorrido seu falecimento, em 28 de dezembro de 1918 , fora sepultado no Cemitério de São João Batista no Rio de Janeiro.